Jump to content

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 11/20/2018 in all areas

  1. 4 points
    Pessoal, boa tarde!! Fiz um script para consultar esses dados via banco, acho que fica mais fácil e da até para montar alguns joins !! Tabela: ZTABELASTAF ZTABELASTAF.rar
  2. 2 points
    Olá, Somos da Ceos Consultoria, especializada em ERP de grande porte, além de infraestrutura, Banco de Dados, cloud-computing e B.I. Prestamos consultoria para empresa nos ramos de negócio de RH e Banco de Dados (MSSQL e Oracle). Contamos com suporte técnico on line, com abertura de solicitações helpdesk por site, aplicativo, e-mail e chat. contato@ceos.srv.br www.ceos.srv.br
  3. 2 points
    Pessoal passei pelo mesmo problema hoje, mas com a Gcoligada. Foi atualizar o Pais via update e deu o problema. Se abrir chamado para Totvs eles vão indicar consultoria paga. Eu consegui resolver com a sugestão do Jair e do Carlos. Abri o cadastro de empresa dei um espaço, retirei o espaço e salvei. Obrigado pessoal, post antigo mais ajudou bastante.
  4. 1 point
    ola a todos Trabalho em uma empresa na area de suporte e redes, temos um consultor de rm que vem aqui 3 vezes por semana. e meu primeiro contato com o RM está sendo agora. A diretoria está querendo que eu me aprofunde mais no sistema RM para nao depender tanto do consultor principalmente nos dias que ele nao vem. gostaria de saber por onde começar pra dominar sistema principalmente no nucleos, ate agora sei apenas o basico como criar usuarios, dar permissoes, agenda relatorios, .. percebo que o consultor fica meio relutante em me dar umas dicas pois até entendo , talves por medo de perder algumas horas de consultoria., Fiz um treinamento de totvs reports na totvs mas achei pessimo o curso, bem basicao mesmo até parece que nao querem ensinar tudo pra nao perder consultoria depois. Primeiro sei que tenho que me aprofundar meus conhecimentos em SQL, tenho um pouco de dificuldade de saber quais as principais tabelas do sistema, pelo menos no nucleos me parece que gira tudo em volta da tmov,, no fluxos na flan. ouço o consultor falar em parametrizaçoes de movimentos, formula visual mas nao manjo nada disso. Gostaria de saber se alguem tem tipo um roteiro do que tenho que saber, nao para ser um consultor , mas pelo menos me virar. Treinamentos na totvs nao quero fazer pois se for no mesmo nivel do meu curso de totvs reports é jogar dinheiro fora, alem de ser muito caro agradeço
  5. 1 point
    Omar, boa tarde! Muito obrigado pelas dicas, vou começar a implementar já nessa semana, agradeço mesmo vai poupar um bom trabalho e vai servir de inspiração para outras views. Ao passo que evoluir vou compartilhando com o forum. abraços
  6. 1 point
    Bom dia. Eu crio views no banco de dados e puxo destas views para o Power BI. Alguns abaixo: 1. Absenteismo: SELECT DISTINCT dbo.PFUNC.CODCOLIGADA, dbo.GCOLIGADA.NOME AS COLIGADA, dbo.PFUNC.NOME AS FUNCIONARIO, RIGHT(LEFT(dbo.PFUNC.CODSECAO, 6), 3) AS CODSECAO, dbo.PSECAO.DESCRICAO AS SECAO, dbo.PFFINANC.REF AS FALTAS, dbo.PFFINANC.MESCOMP AS MES, dbo.PFFINANC.ANOCOMP AS ANO, dbo.PFFINANC.DTPAGTO, UPPER(dbo.PSECAO.CIDADE) AS FILIAL, dbo.PFUNCAO.NOME AS FUNCAO FROM dbo.PFUNC WITH (NOLOCK) INNER JOIN dbo.GCOLIGADA WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA INNER JOIN dbo.GFILIAL WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.GFILIAL.CODCOLIGADA INNER JOIN dbo.PSECAO WITH (NOLOCK) ON dbo.GFILIAL.CODCOLIGADA = dbo.PSECAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODSECAO = dbo.PSECAO.CODIGO AND dbo.PFUNC.CODSECAO = dbo.PSECAO.CODIGO AND dbo.GFILIAL.CODFILIAL = dbo.PSECAO.CODFILIAL INNER JOIN dbo.PFFINANC WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.PFFINANC.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CHAPA = dbo.PFFINANC.CHAPA INNER JOIN dbo.PEVENTO WITH (NOLOCK) ON dbo.PFFINANC.CODEVENTO = dbo.PEVENTO.CODIGO INNER JOIN dbo.PFUNCAO WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.PFUNCAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODFUNCAO = dbo.PFUNCAO.CODIGO AND dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA = dbo.PFUNCAO.CODCOLIGADA WHERE ( dbo.PEVENTO.CODIGOCALCULO = 8 ) 2. Saida Funcionários: SELECT TOP (100) PERCENT dbo.GCOLIGADA.NOME AS COLIGADA, dbo.PSECAO.DESCRICAO AS SECAO, dbo.PFUNCAO.NOME AS FUNCAO, COUNT(dbo.PFUNC.CHAPA) AS QUANTIDADE_DEMISSOES, DATEPART(MM, dbo.PFUNC.DATADEMISSAO) AS MES, DATEPART(YEAR, dbo.PFUNC.DATADEMISSAO) AS ANO, dbo.PSECAO.CIDADE AS FILIAL, dbo.PFUNC.DATADEMISSAO, dbo.PFUNC.CODSECAO FROM dbo.PFUNC WITH (NOLOCK) INNER JOIN dbo.GCOLIGADA WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA INNER JOIN dbo.PSECAO WITH (NOLOCK) ON dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA = dbo.PSECAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODSECAO = dbo.PSECAO.CODIGO INNER JOIN dbo.PFUNCAO WITH (NOLOCK) ON dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA = dbo.PFUNCAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODFUNCAO = dbo.PFUNCAO.CODIGO WHERE (dbo.PFUNC.DATADEMISSAO IS NOT NULL) GROUP BY dbo.GCOLIGADA.NOME, dbo.PSECAO.DESCRICAO, dbo.PFUNCAO.NOME, DATEPART(MM, dbo.PFUNC.DATADEMISSAO), DATEPART(YEAR, dbo.PFUNC.DATADEMISSAO), dbo.PSECAO.CIDADE, dbo.PFUNC.DATADEMISSAO, dbo.PFUNC.CODSECAO ORDER BY DATEPART(MONTH, dbo.PFUNC.DATADEMISSAO) 3. Entrada Funcionário: SELECT dbo.FN_FORMATAR_TEXTO(REPLACE(dbo.GCOLIGADA.NOME, '/', '')) AS COLIGADA, dbo.PFUNC.CODSECAO, dbo.PSECAO.DESCRICAO AS SECAO, dbo.PFUNCAO.NOME AS FUNCAO, COUNT(DISTINCT dbo.PFUNC.CHAPA) AS QUANTIDADE_ADMISSOES, DATEPART(MM, dbo.PFUNC.DATAADMISSAO) AS MES, DATEPART(YEAR, dbo.PFUNC.DATAADMISSAO) AS ANO, dbo.PSECAO.CIDADE AS FILIAL, dbo.PFUNC.DATAADMISSAO, dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA FROM dbo.PFUNC WITH (NOLOCK) INNER JOIN dbo.GCOLIGADA WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA INNER JOIN dbo.PSECAO WITH (NOLOCK) ON dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA = dbo.PSECAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODSECAO = dbo.PSECAO.CODIGO INNER JOIN dbo.PFUNCAO WITH (NOLOCK) ON dbo.PSECAO.CODCOLIGADA = dbo.PFUNCAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODFUNCAO = dbo.PFUNCAO.CODIGO GROUP BY dbo.GCOLIGADA.NOME, dbo.PFUNC.CODSECAO, dbo.PSECAO.DESCRICAO, dbo.PFUNCAO.NOME, DATEPART(MM, dbo.PFUNC.DATAADMISSAO), DATEPART(YEAR, dbo.PFUNC.DATAADMISSAO), dbo.PSECAO.CIDADE, dbo.PFUNC.DATAADMISSAO, dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA 4. Folha Completa: SELECT dbo.GCOLIGADA.NOME AS COLIGADA, dbo.PFUNC.CODCOLIGADA, dbo.PFUNC.CHAPA, dbo.PFUNC.CODFILIAL, dbo.PFUNC.NOME AS NOMEFUNCIONARIO, dbo.PFUNC.SALARIO, RIGHT(LEFT(dbo.PFUNC.CODSECAO, 6), 3) AS CODSECAO, dbo.PFUNC.CODHORARIO, dbo.AHORARIO.DESCRICAO, dbo.PSECAO.DESCRICAO AS SECAO, dbo.PFUNC.CODSITUACAO, dbo.PFUNCAO.NOME AS FUNCAO, dbo.PEVENTO.PROVDESCBASE AS PDB, dbo.PEVENTO.DESCRICAO AS EVENTO, dbo.PFFINANC.ANOCOMP AS ANO, dbo.PFFINANC.MESCOMP AS MES, dbo.PFFINANC.HORA, dbo.PFFINANC.NROPERIODO, CASE WHEN PEVENTO.PROVDESCBASE = 'B' THEN PFFINANC.VALOR * 0 WHEN PEVENTO.PROVDESCBASE = 'D' THEN PFFINANC.VALOR * - 1 WHEN PEVENTO.PROVDESCBASE = 'P' THEN PFFINANC.VALOR END AS VALOR, dbo.PFCOMPL.ADM, dbo.PFCOMPL.ADOB, dbo.PFFINANC.DTPAGTO, dbo.PSECAO.CIDADE AS FILIAL, dbo.PFFINANC.CODEVENTO FROM dbo.PEVENTO WITH (NOLOCK) INNER JOIN dbo.PFFINANC WITH (NOLOCK) ON dbo.PEVENTO.CODCOLIGADA = dbo.PFFINANC.CODCOLIGADA AND dbo.PEVENTO.CODIGO = dbo.PFFINANC.CODEVENTO INNER JOIN dbo.PFUNC WITH (NOLOCK) INNER JOIN dbo.PSECAO WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.PSECAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODSECAO = dbo.PSECAO.CODIGO INNER JOIN dbo.PFUNCAO WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.PFUNCAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODFUNCAO = dbo.PFUNCAO.CODIGO INNER JOIN dbo.GCOLIGADA WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNCAO.CODCOLIGADA = dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA AND dbo.PSECAO.CODCOLIGADA = dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA ON dbo.PFFINANC.CODCOLIGADA = dbo.PFUNC.CODCOLIGADA AND dbo.PFFINANC.CHAPA = dbo.PFUNC.CHAPA AND dbo.PFFINANC.CODCOLIGADA = dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA AND dbo.PEVENTO.CODCOLIGADA = dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA INNER JOIN dbo.AHORARIO WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODHORARIO = dbo.AHORARIO.CODIGO AND dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA = dbo.AHORARIO.CODCOLIGADA INNER JOIN dbo.PFCOMPL WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CHAPA = dbo.PFCOMPL.CHAPA AND dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.PFCOMPL.CODCOLIGADA WHERE (dbo.AHORARIO.CODCOLIGADA = dbo.AHORARIO.CODCOLIGADA) AND (dbo.PFFINANC.ANOCOMP >= 2015) AND (dbo.PEVENTO.PROVDESCBASE <> 'B') 5. Hora Extra: SELECT DISTINCT dbo.GCOLIGADA.NOME AS COLIGADA, dbo.PFUNC.NOME AS FUNCIONARIO, RIGHT(LEFT(dbo.PFUNC.CODSECAO, 6), 3) AS CODSECAO, dbo.PSECAO.DESCRICAO AS SECAO, dbo.PFFINANC.REF AS EXTRA, dbo.PFFINANC.MESCOMP AS MES, dbo.PFFINANC.ANOCOMP AS ANO, dbo.PFFINANC.DTPAGTO, dbo.PSECAO.CIDADE AS FILIAL, dbo.PFUNCAO.NOME AS FUNCAO FROM dbo.PFUNC WITH (NOLOCK) INNER JOIN dbo.GCOLIGADA WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA INNER JOIN dbo.GFILIAL WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.GFILIAL.CODCOLIGADA INNER JOIN dbo.PSECAO WITH (NOLOCK) ON dbo.GFILIAL.CODCOLIGADA = dbo.PSECAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODSECAO = dbo.PSECAO.CODIGO AND dbo.PFUNC.CODSECAO = dbo.PSECAO.CODIGO AND dbo.GFILIAL.CODFILIAL = dbo.PSECAO.CODFILIAL INNER JOIN dbo.PFFINANC WITH (NOLOCK) ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.PFFINANC.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CHAPA = dbo.PFFINANC.CHAPA INNER JOIN dbo.PEVENTO WITH (NOLOCK) ON dbo.PFFINANC.CODEVENTO = dbo.PEVENTO.CODIGO INNER JOIN dbo.PFUNCAO ON dbo.PFUNC.CODCOLIGADA = dbo.PFUNCAO.CODCOLIGADA AND dbo.PFUNC.CODFUNCAO = dbo.PFUNCAO.CODIGO AND dbo.GCOLIGADA.CODCOLIGADA = dbo.PFUNCAO.CODCOLIGADA WHERE (dbo.PEVENTO.CODIGO = '0054') OR (dbo.PEVENTO.CODIGO = '0055') OR (dbo.PEVENTO.CODIGO = '0191') OR (dbo.PEVENTO.CODIGO = '0372') 6. Faixas Salariais: SELECT TOP (100) PERCENT A.CHAPA, A.NOME, B.NOME AS funcao, A.SALARIO, CASE WHEN SALARIO < 1000 THEN '< 1000' WHEN SALARIO >= 1000 AND salario < 2000 THEN 'De 1000 a 2000' WHEN SALARIO >= 2000 AND salario < 3000 THEN 'De 2000 a 3000' WHEN SALARIO >= 3000 AND salario < 5000 THEN 'De 3000 a 5000' WHEN SALARIO >= 5000 AND salario < 10000 THEN 'De 5000 a 10000' ELSE '> 10000' END AS [Faixa Salarial] FROM dbo.PFUNC AS A INNER JOIN dbo.PFUNCAO AS B ON A.CODCOLIGADA = B.CODCOLIGADA AND A.CODFUNCAO = B.CODIGO WHERE (A.CODSITUACAO <> 'D') AND (A.CODSITUACAO <> 'I') ORDER BY A.SALARIO
  7. 1 point
    Cara, não precisa de FV. É só configurar para não aceitar saldo zero, e já coloca pra afetar o saldo no 2.1.01. Se quiser controlar o que está no 2.1.01, e ainda não saiu efetivamente, aumenta um outro saldo ( Saldo de Req. Materiais ) e ao faturar, para a saída final 2.2.10 por exemplo, ele não fica mais pendente de sair, e já zera o Saldo de Req. Materiais.
  8. 1 point
    Bom dia, Eu uso essa fórmula para cálculo de dias de aviso prévio: DECL DiasAteDem,DataProj,TCASA2; SE TABFUNC ('TIPODEMISSAO' ,'S')='V' ENTAO SETVAR(DiasAteDem,(MAX(30,MIN(90,((TCASA)*3)+30)))); SETVAR(DataProj,(DTD+DiasAteDem)); SETVAR(TCASA2,TCASA); MAX(30,MIN(90,((TCASA2)*3)+30))/2 SENAO SETVAR(DiasAteDem,(MAX(30,MIN(90,((TCASA)*3)+30)))); SETVAR(DataProj,(DTD+DiasAteDem)); SETVAR(TCASA2,TCASA); MAX(30,MIN(90,((TCASA2)*3)+30)) Esse fórmula deve ser cadastrada no sindicato. Após isso, sempre que for calcular uma rescisão, basta executar a fórmula de aviso prévio. Quanto à estabilidade, o sistema gera automaticamente para afastamento por acidente de trabalho e CIPA. Você pode consultar essa estabilidade em "Pendências demissionais" no cadastro do empregado. Além disso, ao tentar demitir um empregado com estabilidade o sistema emitirá aviso, informando que aquele empregado possui estabilidade. O sistema apenas alerta sobre a estabilidade, mas permite que você continue a rescisão. Espero ter ajudado. Filipe Pimenta
  9. 1 point
    Quais são as regras que você quer validar?
  10. 1 point
    João os dados da ECF são os dados das contas contábeis, fechamentos realizados e amarrações (Plano paralelo), portanto se há erros está no contábil em alguma informação.
  11. 1 point
    T-Reports e os desafios da convergência tecnológica e funcional Para que uma empresa se mantenha competitiva no mercado e busque continuamente o seu crescimento, é essencial que se tenha processos bem definidos e um controle eficiente da operação de toda organização. Nos dias atuais é impossível pensar que uma empresa possa alcançar esses objetivos sem que se tenha um bom software de gestão como aliado. E muitas vezes, um conjunto de softwares. Dentro deste contexto, um dos pilares do software de gestão empresarial, entre os mais importantes, é a gestão da informação. Neste artigo iremos abordar o que tange a extração e análise dos dados gerenciais e operacionais. Gerador de relatórios Primeiramente vamos falar um pouco da nossa história com as ferramentas de extração e análise de dados. No passado, ou ainda hoje para alguns sistemas, era muito comum os softwares disponibilizarem um número finito de relatórios, e estes ainda eram fixos, ou seja, disponibilizavam o mesmo conjunto de informações em um formato pré-definido em tempo de desenvolvimento. Em alguns casos os relatórios de listagem eram dinâmicos e talvez um pouco flexíveis para o usuário. No ano de 1997, em uma de nossas linhas de produto surgiu-se a oportunidade de desenvolver uma ferramenta de criação de relatórios. A iniciativa em princípio tinha três propósitos: · Facilitar a criação de relatórios por parte das equipes de produto/segmento. Isso viabilizaria a criação de relatórios sem a necessidade de programação, possibilitando áreas menos técnicas desenvolverem relatórios para o produto padrão. · Padronizar a forma de criar e exibir relatórios independente do segmento de produto. · O mais importante era permitir que o cliente final pudesse editar ou criar novos relatórios, afinal de contas, por mais que o sistema disponibilizasse um expressivo conjunto de relatórios nativos, cada cliente tem sua forma de gerenciar e organizar a empresa. Desta forma, a solução eliminaria a necessidade de aguardar o desenvolvimento de um relatório, solicitar o apoio de um consultor ou pagar por serviços de fábrica de software sempre que houvesse a necessidade de um novo relatório. Gerador de relatórios desenvolvido em Delphi A solução criada foi o Gerador de Relatórios. Uma ferramenta bastante flexível, porem limitada às tecnologias disponíveis da época. TOTVS Reports O gerador de relatórios aumentou nossa produtividade, ganhou o mercado e conquistou muitos de nossos clientes de forma muito satisfatória, até que em 2007 surgiu-se a necessidade de renovar a ferramenta utilizando novas tecnologias que, além de acompanhar as tendências tecnológicas, também viabilizaria a criação de novas features, como por exemplo gráficos, KPIs, pivot tables e QR Code. A ferramenta então ganhou uma cara mais moderna, novos recursos e mantendo o máximo possível dos recursos do antigo gerador de relatórios. Assim nasceu o TOTVS Reports. TOTVS Reports desenvolvido em .NET Windows Forms T-Reports Passaram-se dez anos e novamente surge uma oportunidade de revolucionar os produtos no que tange extração e análise de dados. Vivemos em um momento onde um dos nossos maiores desafios é a convergência tecnológica e funcional. O que significa isso? Somos uma organização com diversas soluções que atendem diversos segmentos de negócio e continuamente buscamos para que os usuários de nossos softwares tenham uma experiência de uso, além de excelente, única. Seja no que diz respeito tecnologia, meio de acesso e dispositivo, mas também funcionalidade. Então, em 2017, pensamos em criar uma única ferramenta com todos os recursos do TOTVS Reports, mas que pudesse ser integrado à qualquer linha de produto, pudesse ser acessado de qualquer lugar ou dispositivo e fosse multi plataforma. Assim concebemos o T-Reports. Solução independente de linha de produto, 100% Web, intuitiva para usuários não técnicos e flexível para usuários com maior expertise sobre banco de dados. A ferramenta permite desde a criação de relatórios de baixa complexidade à relatórios complexos de análise sintática e/ou semântica. Toda a configuração e a visualização dos relatórios é feita pelo navegador (web), ou seja, de qualquer lugar, sem a necessidade de instalação de software local. Além disso o T-Reports disponibiliza serviços e APIs para integração com produtos legados e permite o agendamento e geração de relatórios através de integrações, de forma simples e ágil. T-Reports desenvolvido em HTML e compatível com os principais navegadores de mercado “Basicamente, a Gestão significa influenciar a ação. Gestão é sobre ajudar as organizações e as unidades fazerem o que tem que ser feito, o que significa ação.”Henry Mintzberg Autor: Daniel Campos - Software Engineer, Software Architect, Development Manager Fonte: https://medium.com/totvsdevelopers/t-reports-e-os-desafios-da-convergência-tecnológica-e-funcional-8ee259792888
  12. 1 point
    Você deve alterar a chave/entrada "EDU_CONST_GLOBAL_EXIBIR_ALIAS = false" no arquivo C:\TOTVS\CorporeRM\FrameHTML\Web\App\Edu\PortalEducacional\js\edu-contantes.global.config.js
  13. 1 point
    No appserver.ini do TAF é só você acrescentar na sessão [GENERAL] a linha MaxQuerySize=31960
  14. 1 point
    Leonardo, boa tarde. Esse erro ocorre quando você tenta atualizar o TAF rodando o UPDDISTR sem parar o serviço do TAF-WS. É só parar ele que conseguirá rodar normalmente em seguida. Ao finalizar você reinicia o serviço.
  15. 1 point
    Boa @Omar. Obrigado pelas dicas. Vamos ver se a galera posta mais comentários É legal saber o que as pessoas que andaram pegando pra atualizar seus ambientes com esta versão andam passando, e claro, trocar umas "figurinhas" com todos! Ahh, e aquele vermelho no WS creio que não seja algo específico ai não. Não conheço mais ninguém que conseguiu deixar esse campo sem esse alerta vermelho ali, hahahha, mas independente disso funciona normalmente.
  16. 1 point
    Boa noite. Estou utilizando e tá funcionando bem. Deu um problema para abrir monitoramento de eventos do esocial, mas uma linha num arquivo ini e voltou ao normal. Resolveu alguns problemas do reinf que estavam acontecendo na versão anterior. O web service em linha vermelha é porque utilizo uma porta diferente da padrão.
  17. 1 point
    Nova área criada na parte de Downloads de Arquivos para compartilhamento de Scripts Internos da TOTVS (.TOTVSSCRIPT) para atualizações e correções dos sistemas em relação aos aplicativos, criação de campos novos, índices, entre outros... https://www.forumrm.com.br/files/category/52-scripts-internos-totvs
  18. 1 point
    Boa tarde Rafael, Esse ocorre quando o empregado foi admitido antes da abertura do CNPJ no qual ele está lotado. Por exemplo, o empregado foi admitido em 01/01/1990 e o CNPJ foi aberto em 01/01/2000. Nesse caso, você deve ir na aba registro e alterar o tipo de admissão para transferido. A data da transferência deve ser posterior a abertura do novo CNPJ. No campo motivo da transferência se raiz do CNPJ for a mesma você coloca "Estabelecimento da própria empresa (Filial). Se raiz for diferente você coloca "Empresa do mesmo grupo econômico" e salva. Escolhendo essa opção é habilitada a aba sucessão de vínculo. Você preenche os dados com CNPJ anterior, matrícula anterior do eSocial e data do início do vínculo. Com essas alterações eu consegui transmitir a S-2200. Entretanto, tive problema com o valor do salário. O sistema puxou o salário da admissão, e não o salário atual. Estou com um chamado aberto na TOTVS para verificar essa situação. Fique atento. Atenciosamente, Filipe Pimenta
  19. 1 point
    Bom dia, Tenho essa consulta SQL que gera o histórico de provisão. Veja se lhe atende. SELECT PFUNC.CHAPA, PFUNC.NOME, PSECAO.CODIGO, PSECAO.DESCRICAO, PFHSTPROV.VALPROVFER, PFHSTPROV.VALPROV13 FROM PFUNC LEFT OUTER JOIN PFHSTPROV ON PFUNC.CODCOLIGADA = PFHSTPROV.CODCOLIGADA AND PFUNC.CHAPA = PFHSTPROV.CHAPA LEFT OUTER JOIN PSECAO ON PFUNC.CODCOLIGADA = PSECAO.CODCOLIGADA AND PFUNC.CODSECAO = PSECAO.CODIGO WHERE PFHSTPROV.ANO=:ANO AND PFHSTPROV.MES=:MES Atenciosamente, Filipe Pimenta
  20. 1 point
    Devido ao inúmero volume de links existentes para Instalação no site da TOTVS, bem como atualizações, etc, estou criando este tópico por aqui para deixar juntas as informações com relação a instalação e atualizações do TAF para o RM. Vamos atualizando e melhorando o conteúdo deste, na medida do possível. Links Principais da TOTVS com relação as informações gerais do TAF com dados de eSocial e REINF: http://tdn.totvs.com/display/public/LRM/eSocial+|+RM+-+Entregas+Legais http://tdn.totvs.com/display/public/LRM/EFD-REINF Guias Oficiais da TOTVS, referentes a Instalação, Configuração e Atualizações do TAF: Guia de instalação e configuração - TAF e TSS Guia de atualização via TOTVS Developer Studio - TAF e TSS Pacotes TAF 12.1.17 - Layout 2.4.02 Instaladores e patchs do TAF: TAF - Instalador - 19/04/2018 Atualização TAF Acumulado - 08/06/2018 Dicionário de Dados - 08/06/2018 Pacotes TSS 3.0 (Versão Obrigatória para o uso com o TAF) TSS 3.0 - Instalador - 10/01/2018 Atualização TSS Acumulado - 30/05/2018 Schemas - 30/05/2018 Adicionais Atualização de URLs - Arquivo TSSATUURL.JSON <-- INSTRUÇÕES ATUALIZAÇÃO URLs Download Arquivo "18-05-30-TSS_URLS_RELEASE_12.1.17.ZIP": https://suporte.totvs.com/portal/p/10098/download#detail/662882 Copiar o arquivo baixado (TSSATUURL.JSON) para a pasta C:\TotvsSped\System. Ao iniciar o serviço do TSS, o arquivo .json será lido e atualizará a tabela de URLs com as 4 Urls do REINF. O tssatuurl.json deve estar com a opção de Somente leitura desabilitado, senão gerará erro na atualização, já que ao final ele é excluído. Atualização ABR/2019 - Pacote completo da atualização TAF e TSS 19-03-29-ATUALIZACAO_TAF_ESOCIAL_REINF_RM_DATASUL_LOGIX_PORTUGUES.ZIP
  21. 1 point
    Bom dia. A TOTVS tá ajustando a versão do TAF para a versão 12.1.23, Lobo Guará. Saiu um documento informando em dezembro deste ano a 12.1.17 vai ser descontinuada. No Protheus já lançaram, a versão para os clientes RM que utilizam o TAF ainda não foi lançada. Esta versão obrigará a atualização do license server para a versão 2.0, também Lobo Guará.
  22. 1 point

    Version 1.5.1

    2 downloads

    Prezados, esta fórmula visual precisa ser alterada colocando na consulta os CODTMV fixos dos movimentos de notas ficais. Para quem for utilizar na saída pode precisar alterar a lógica da fórmula. Testado nas situações (movimento sem cotação / movimento com cotação ) mas sempre será preciso ter um pedido de compras.

    Free

  23. 1 point
    Busque a referencia na tabela PFFERIAS.
  24. 1 point
    Gabriela, boa noite. Utilizo a seguinte consulta para tal finalidade, veja se será útil pra você.
  25. 1 point
    O nosso aqui também deu certo, o problema era a conta / convênio que não estava ativo. O Bradesco é muito ruim o suporte para esse tipo de atividade. Obrigada
  26. 1 point
    Ola Segue um modelo de KIT <<-- Clique para baixa Contrato_Atual.TotvsReport
  27. 1 point
    Bom dia. Utilizamos go-global há mais de 10 anos. Antes utilizavamos TS. Tinha muito problema com impressoras. Funciona muito bem.
  28. 1 point
    Dá pra fazer usando select e sub select, só não sei se seria a forma mais eficiente. Uma consulta produz o resultado de todos os exames. A consulta mais externa pega somente as que possuem a data máxima. Segue o script em anexo. Não coloquei todos os campos que você citou na consulta, mas seria apenas você adicionar na select mais externa, usando o alias A.nome do campo (e colocando no group by também). SQL retorna consulta data máxima.txt
  29. 1 point
    Boa tarde: Fórmulas utilizadas aqui na empresa: BAIXA PROVISÃO FGTS FERIAS: 0.080 * (MV(MES,ANO,'0024') + MV(MES,ANO,'0025') + MV(MES,ANO,'0039') + MV(MES,ANO,'0041') + MV(MES,ANO,'0056') + MV(MES,ANO,'0090') + MV(MES,ANO,'0138')) BAIXA PROVISAO FGTS 13: 0.080 * (MV(MES,ANO,'0060') + MV(MES,ANO,'0103')) FGTS: BASEFGTS * 0.08 Substitua pelos eventos de sua empresa. Embaixo os eventos utilizados aqui na minha empresa: 0001 PROVISAO FERIAS 4 0 0 0 *OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 47 39 00000 0002 CONTAB.LIQUIDO (NAO ALTERAR) A LIQC 0 0 0 OO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 0 00000 P 0003 ENCARGOS FERIAS 6 36,8000 0 0 0 *OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 48 40 00000 0004 13 SALARIO 7 0 0 1 O*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 49 41 00000 0005 ENCARGOS 13 SALARIO 9 36,8000 0 0 0 O*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 50 42 00000 0006 SALARIO EDUCACAO 3 2,5000 0 0 0 OOOOOO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 51 43 00000 0007 SESI 3 1,4250 0 0 0 OOO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 52 44 00000 0008 INSS 3 25,0200 0 0 0 OOOOOOO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 53 45 00000 0009 FGTS A x 0 0 0 OOOO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 54 46 00000 P 0010 SENAI 3 0,9500 0 0 0 OOOOO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 52 44 00000 0011 BAIXA PROVISAO INSS FERIAS A CTB01 0 0 0 OOOOOOO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 110 109 00000 P 0012 BAIXA PROVISAO FGTS FERIAS A CTB02 0 0 0 OOOO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 112 111 00000 P 0013 BAIXA PROVISAO INSS 13 A CTB03 0 0 0 OOOOOOO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 114 113 00000 P 0014 BAIXA PROVISAO FGTS 13 A CTB04 0 0 0 OOOO*OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO 116 115 00000 P Faz um bocado de tempo que fiz... Acho que até já mudou alguma coisa, mas como a contabilidade não pediu nenhum acerto...
  30. 1 point
    LETRAS ASSOCIADAS AOS SISTEMAS (Muitas vezes é o campo CODAPLIC, CODAPLICACAO, ora CODSISTEMA, entre outros...) A - RM Chronus B - RM Testis C - RM Saldus D - RM Liber E - RM Classis - E F - RM Fluxus G - RM Bis H - RM AGILIS I - RM Bonum J - RM PLANOS K - RM Factor L - RM Biblios M - RM Solum N - RM Officina O - RM SAÚDE/JANUS P - RM Labore S - RM Classis Net T - RM Nucleus U - RM Classis - U V - RM Vitae W - RM PORTAL X - RM SGI Y - RM Acessoo ---- Cliente ou Fornecedor (Tabela FCFO - Campo PAGREC) 1 - Cliente 2 - Fornecedor 3 - Cliente e Fornecedor ---- Custódia (Tabela FXCX - Campo TIPOCUSTODIA): 0 - Não Custodiado 1 - Custódia Banco 2 - Custódia Filial Status do Extrato (Tabela FXCX - Campo COMPENSADO): 0 - Não Compensado 1 - Compensado 2 - Cancelado Tipo de Extrato (Tabela FXCX - Campo TIPO): 0 - Nada 1 - Saque 2 - Depósito 3 - Saque Transferência 4 - Depósito Transferência 5 - Depósito na Baixa 6 - Saque na Baixa 7 - Saque do Cheque 8 - Depósito Cancel. de Baixa 9 - Saque Cancelamento de Baixa 10 - Depósito Cancel. de Cheque 11 - Saque CPMF 12 - Recebimento via Cheque 13 - Saque Cancel. Dep. Cheque 14 - Depósito Cancel. CPMF 15 - Desconto em Aberto 16 - Desconto Efetivado 17 - Devolução de Desconto ---- Status da Fatura (Tabela FFAT- Campo STATUSLAN): 0 - Em Aberto 1 - Baixada 2 - Cancelada 3 - Parcialmente Baixada ---- Classificação do Tipo de Documento (Tabela FTDO - Campo EDEVOLUCAO): 0 - Sem Classificação 1 - Devolução 2 - Adiantamento 3 - Nota de Crédito 4 - Previsão 5 - Gerador de IRRF 6 - Vendor 7 - Letra (Portugal) 9 - Gerador de INSS 10 - Gerador de IRRF e INSS ---- Classificação do Tipos de Relacionamentos de Lançamentos (Campo TIPOREL da Tabela FRELLAN): 1 - IRRF 2 - Adiantamento 1 Lançamento a N Adiantamentos 22 - Adiantamento N Lançamentos a 1 Adiantamento 4 - Devolução 5 - INSS 6 - INSS Empregador 7 - Letra (Portugal) 8 - Letra na Baixa (Portugal) 9 - Tributo 10 - Geração Tributo 11 - Baixa Parcial 25 - Acredito que seja o vinculo com o Lançamento de DARF (Tipo de Classificação = Gera IRRF e INSS) ** Verificar melhor 26 - SEST/SENAT 28 - Acerto do Adiantamento (NOVO) ----- Pagar ou Receber (Tabela FLAN - Campo PAGREC) 1 - Receber 2 - Pagar Tipo Contábil (Tabela FLAN - Campo TIPOCONTABILLAN) 0 - Não Contábil 1 - Contábil 2 - Baixa Contábil 3 - A Contabilizar Status do Lançamento (Tabela FLAN - Campo STATUSLAN): 0 - Em Aberto 1 - Baixado 2 - Cancelado 3 - Baixado por Acordo 4 - Baixado Parcialmente 5 - Borderô Contabilidade (Tabela FLAN - Campo TIPOCONTABILLAN): 0 - Nada 1 - Débito 2 - Crédito 3 - Baixa 4 - Inclusão 5 - Gerencial 6 - Contábil Status de Exportação para o RM Saldus (Tabela FLAN - Campo STATUSEXPORTACAO) 0 - Não Exportada 1 - Inclusão Exportada 2 - Baixa Exportada 3 - Estorno Exportado 4 - Estorno de Baixa Exportado 5 - Exportação Cancelada 6 - Apropriação Exportada 7 - Apropriação de Inclusão 8 - Apropriação de Baixa Tipo de Faturamento (Tabela FLAN - Campo NFOUDUP): 0 - Nada 1 - Lançam. Faturado 2 - Venc. Fatura Status CNAB (Tabela FLAN - Campo CNABSTATUS): 0 - Não Remetido 1 - Remetido 2 - Registrado 3 - Recusado 4 - Baixado 5 - Cancelado Classificação do Lançamento (Tabela FLAN - Campo CLASSIFICACAO) - ** Tem um vínculo indireto com a tabela FRELLAN: 0 - Sem Classificação 1 - Devolução 2 - Adiantamento 3 - Nota de Crédito 4 - Previsão 5 - Lançamento Gerador de IRRF 6 - Lançamento de IRRF gerado por Pessoa Jurídica 7 - Lançamento de IRRF gerado por Pessoa Física 8 - Lançamento gerado como parcela de adiantamento 9 - Lançamento Gerador de INSS 10 - Lançamento Gerador de INSS e IRRF 11 - Lançamento de INSS – Empregado 12 - Lançamento de INSS – Empregador 13 - Lançamento de IRRF gerado pelo RM Labore 14 - Lançamento de Tributo gerado na Baixa de uma NF 15 - Lançamento gerado por Acordo 16 - Lançamento Gerado por Empréstimo 17 - Lançamento de IOF a receber gerado pelo Empréstimo 18 - Lançamento de Tributo (CSLL) gerado na Baixa de uma NF 19 - Lançamento de Tributo (PIS) gerado na Baixa de uma NF 20 - Lançamento de Tributo (CONFINS) gerado na Baixa de uma NF 21 - Lançamento de Tributo agrupado gerado na Baixa de uma NF 22 - Lançamento de IOF a pagar para a Receita Federal 23 - Lançamento de Líquido de Rescisão gerado pelo RM Labore 24 - Lançamento de Total da GRFC gerado pelo RM Labore 25 - Lançamento que compõe a base para geração de IR 26 - Lançamento de SEST/SENAT (INSS transportadoras) 30 - Lançamento que compõe a base para geração de IR e é gerador de INSS 31 - Lançamento de INSS gerado pelo RM Liber (Pessoa Jurídica) 32 - Lançamento de IRRF gerado pelo RM Liber 33 - Financiamento 34 - Crédito de Adiantamento 35 - Vendor 36 - Líquido Salarial Labore 37 - Líquido Férias Labore 38 - INSS a Pagar Labore 39 - FGTS Labore 40 - Fórmula Labore 41 - IRRF Férias Labore 42 - IRRF Rescisão Labore 43 - FGTS 13º Salário Labore 44 - INSS 13º Salário Labore 45 - IRRF 13º Salário Labore 46 - Pensão Total Labore 47 - FGTS SEFIP Labore 48 - Pensão Folha Labore 49 - Pensão Férias Labore 50 - Pensão 13º Salário Labore 51 - Pensão PL Labore 52 - IRRF Total Labore ---- Natureza do Tipo de Aplicação Financeira (Tabela FTIPOAPLFIN - Campo TIPOAPLICACAO): 0 - Fundo Médio Prazo 1 - CDB Pós-Fixado 2 - Fundo Curto Prazo 3 - CDB Pré-Fixado 4 - Poupança ---- Tabela TNFEESTADUAL.STATUS) Situação da Nota Fiscal Eletrônica Estadual - Os valores possíveis para o campo são: A - Autorizada (NF-e autorizada pela SEFAZ) C - Cancelada (NF-e cancelada junto a SEFAZ) D - DANFE Impressa (NF-e autorizada junto a SEFAZ e DANFE já impressa) E - Email Enviado (NF-e autorizada junto a SEFAZ e Email enviado) I - Inconsistente ( NF-e não enviada para a SEFAZ por alguma inconsistência na geração do arquivo XML detectada pelo RMNucleus ou pelo TotvsSPED) N - Inutilizada (Numeração da NF-e inutilizada junto a SEFAZ) P - Pendente (NF-e enviada para a SEFAZ e aguardando autorização R - Rejeitado (NF-e recusada pela SEFAZ) T - Contingência (DANFE emitido em contingência) ----- TMOV.FRETECIFOUFOB - Identifica o tipo do FRETE no movimento: 0 – Terceiros 1 – CIF 2 – FOB 9 – Sem Frete --------- PFUNC (RM Labore) Código do Recebimento (CODRECEBIMENTO) D - Diarista H - Horista M - Mensalista O - Outros Q - Quinzenalista S - Semanalista T - Tarefeiro Código da Situação (CODSITUACAO) A - Ativo D - Demitido E - Licença Maternidade F - Férias I - Apos. Invalidez L - Licença s/ Vencimento M - Serv. Militar P - Af. Previdência R - Licença Remunerada T - Af. Ac. Trabalho U - Outros V - Aviso Prévio X - C/ Demissão no mês Z -Admissão próx. Mês
  31. 1 point
  32. 1 point
    Foram postados inúmeros materiais relacionados ao Reports.net no Youtube da TOTVS... Segue um deles: Demais vídeos do canal: https://www.youtube.com/channel/UCgrXtEKzKstEuO5QugrZeGg
  33. 1 point
    Boa tarde pessoal, estamos utilizando a versão 11.50 e aproveitando a estabilidade do RM Reports (.net) dessa versão (das versões anteriores o rm reports tinha muitos bugs que dificultava demais o desenvolvimento do relatório) resolvi cair de cabeça nessa nova ferramenta (ainda estou fazendo isso, rsrs). A Totvs IP criou um treinamento e lá estava eu, na primeira turma (começo de julho/2012) e isso foi bom para conhecer os novos recursos, as diferenças entre o gerador de relatórios antigo, os benefícios e também conhecer algumas das dificuldades que teremos. Percebi durante esse treinamento que mesmo nessa versão (11.50), o novo gerador não está redondo, mas de maneira geral está muito satisfatório. Para você que está acostumadíssimo (a) com o Gerador de Relatórios, com os espelhos, com balizadores, com a sobreposição do grupo anterior e outros "gambiarras" que utilizamos para deixar nossos relatórios mais apresentáveis, talvez seu primeiro contato com o RM Reports seja desagradável, mas isso, com certeza, será por questão de costume e hábito, porque desde já, posso dizer que em muitos aspectos o RM Reports ficou muito melhor, com diversas ferramentas úteis de verdade, muito mais fácil de trabalhar, com recursos magníficos de formatação, um gerador de gráficos extraordinário, possibilidade de gerar PDF, XLS, DOC, etc., com tanta coisa boa, depois de algum tempo você irá gostar. Vou começar com a falar de uma característica que para mim é a mais desagradável, ela já existia no gerador antigo e permanece no RM Reports. No Gerador, se você criar uma estrutura de grupos utilizando Linha Detalhe “Pai” e criar diversas Linha Sub-detalhes “Filhas” e em algum momento ter que incluir um novo Detalhe acima do Detalhe Pai que já existia, provavelmente você terá um trabalhão para fazer essa tarefa e em muitos casos nem conseguirá fazer o relatório rodar, ficando mais fácil iniciar um novo relatório. No RM Reports, eu diria que é um pouquinho mais fácil fazer isso, mas uma tarefa árdua e também chatíssima, aliás, agora não se chama mais Grupos, você terá que modificar as BANDAS DETALHES. Com isso, tenha sempre em mente que antes de iniciar o desenvolvimento de um relatório você deve criar um esboço para incluir suas necessidades, como deverão ser apresentadas e elaborar a estrutura pensando em “Tabelas” do sistema para que isso seja possível. Dessa forma você evitará retrabalhos e pense sempre no futuro, crie estruturas que atendam as mudanças das organizações, como por exemplo, se sua empresa adquirir uma nova empresa e formar um grupo organizacional, seu relatório permite totalização por empresa (coligada)? Senão, precisará modificá-lo por causa dessa nova situação, provocando retrabalhos, digo isso porque já tive essa situação, muito relatório e planilhas para alterar por causa de detalhes não necessários anteriormente e que não parecia que iria acontecer, mas ocorreram. Agora vou falar do que não tem, do que não é possível fazer e como foi substituído. Para começar, você se lembra de o que era necessário fazer no gerador para gerar arquivos textos que serviam para como LAYOUT’S de EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO de dados e também arquivos bancários (CNAB)? Pois é, no RM Reports você não vai conseguir isso! Esse “recurso” foi substituído pelo novo módulo do FRAMEWORK o “Integração” (veja na MDI RM) que pelo que me parece vai ser uma “puta” mão-na-roda para essas tarefas depois que ele estiver totalmente rodando e com documentação de orientação. Outra coisa que você não encontrará RM Reports são os velhos ESPELHOS, na verdade você não precisará mais deles, pois, tudo que você inclui no relatório terá um nome denominado nas propriedades como DESENHO que você poderá utilizar nas EXPRESSÕES, TOTALIZADORES e alguns casos até mesmo dentro das SQL’s, também não tem sobreposição de grupo anterior, nem balizadores e por enquanto não senti falta deles, pois, não tive a necessidade, vamos ver no decorrer do desenvolvimento. Falando em SQL’s, talvez seja o maior atrativo do RM Reports, isso porque ele trata uma Query como sendo uma tabela, isso mesmo! A sua SQL’s vai ser a mandatória da BANDA DETALHE, imagina as possibilidades, você cria sua query com diversas tabelas e ela vai ser seu detalhe! Isso é ótimo não é? Pois é sim e se você criar outras query’s SQL para ser detalhe filho (SUB RELATÓRIO) da banda detalhe superior basta você amarra-la, como por exemplo: where gfilial.codcoligada=:P_codcoligada,no qual o P_ representa a BANDA ACIMA. E se estiver na mesma banda é só não colocar o P_, , como por exemplo: where gfilial.codcoligada=:codcoligada. Outro recurso que foi mantido é os PARAMETROS e eles podem ser utilizados nas SQL’s, quando você incluir um PARAMETRO, poderá alterar seu nome DESENHO e sua descrição... quando o usuário for gerar o relatório o parâmetro automaticamente solicitará dados ao usuário e se você amarrar esse parâmetro a SQL’s ela retornará o que o usuário escolher, como por exemplo: where TMOV.NUMEROMOV>=:Do_NumeroMov AND TMOV.NUMEROMOV<=:Ao_NumeroMov AND TMOV.CODTMV=:Cod_TMV , nos quais os nomes depois do : é o nome de DESENHO do PARAMENTRO e é só isso que precisa fazer, não precisa mais configurar o filtro com os :Rel_ ... Aliás, os filtros não são mais integráveis as SQL’s, me parece que podemos conseguir isso somente com os parâmetros mesmo. Como já mencionei anteriormente, o RM Reports vem com várias ferramentas muito bacanas que facilitam bastante o trabalho, vou explicar abaixo cada uma delas e seus atrativos: - Ferramenta TABELA ==> Facilita a organização de diversos campos em diversas colunas, formando um objeto único que pode ser arrastado como um todo e seu principal atrativo é que podemos formata-la como uma tabela e se tiver um campo de descrição longa por exemplo, a informação desse campo é quebrada em várias linhas, daí a boda de todos os campos dessa linha vai ter a mesma largura, formando uma linha heterogenia. Pena que formulas e expressões não podem ser utilizadas como célula da tabela, elas ficam como objeto dentro da célula e dificulta a formatação. - Ferramenta EXPRESSÃO ==> As expressões evoluíram! Tem muita coisa nova ai, e vocês vão gostar. Mas já vou logo avisando que ainda tem bug no seu uso. Até a versão 11.50.25 não é possível formatar fonte e tamanho de uma expressão e se você quiser somar uma fórmula com outra fórmula, não basta fazer como antigamente FORMULA1 + FORMULA2, pois, os campos fórmula são tratados como strings e se fizer dessa forma o sistema concatena os dados, colocando um seguido do outro ao invés de somar, daí você tem que converter as formulas em decimal dentro da expressão, assim: Decimal(Relatório.Fórmula1)) + (Decimal((Relatório.Fórmula2))).. Aqui comigo, a primeira linha do detalhe dessa expressão ai nunca imprime corretamente, as demais sim, portanto, ainda tem problema para ser resolvido. Mas a EXPRESSAO evoluiu! - Ferramenta CHECK BOX ==> Faz uma caixa marcada ou desmarcada, pois, se relaciona com campos tipo boolean da base de dados, como por exemplo, ativo 1 e inativo 0; - Ferramenta TEXTO RICO è Essa é muito bacana, pois, vai facilitar a construção de relatórios do tipo CONTRATOS, CARTAS que alinham muito texto com campos da base de dados, ou seja, supondo que está redigido o contrato de trabalho e logo precisa do nome do funcionário, basta colocar [PFUNC.NOME] que o sistema se encarrega de transformar o que esta entre [] com a informação da base de dados. Se você quiser formatar um texto dentro do texto rico, precisará fazer isso antes, no Word por exemplo e depois colar dentro do Texto Rico, assim ele assume a formatação de cor, tamanho e fonte; - Ferramenta MATRIZ ==> Essa também é 10. É o resultado do RM BIS dentro do seu relatório! Faça o teste e vai ver como é bacana. - Ferramenta GRÁFICO ==> Essa ficou bem feita! Tem recursos de baciada e vai te oferecer diversas possibilidades. - Ferramenta Stored Procedure è Para quem precisar fazer alterações no banco de dados (um update por exemplo) toda vez que o relatório for gerado. Algo do tipo. Além das Ferramentas, dispomos de diversos recursos para formatação, alinhamento, disposição e tantas outras configurações, uma bastante interessante é a Formatação Condicional ou as Regras de Formatação, podemos por exemplo, fazer com que o gerador coloque cor de fundo nas linhas IMPARES e nas PARES não, formando aquela marcam igual do Excel que facilita a leitura e tantas outras possibilidades. Para terminar, você não conseguirá inserir Campos da Base, Campos de SQL’s ou qualquer outra coisa que não seja TEXTO nos CABEÇALHO E RODAPÉ DE PAGINA e dificilmente você precisará desses espaços, a não ser para colocar numeração de página... para mim, são quase inúteis. Deverá utilizar CABEÇALHO E RODAPÉ DO DETALHE, nesses vc pode colocar informação, porém, até a versão 11.50.25 não é possível tornar os cabeçalhos e radapés INVISIVEIS, já solicitei melhoria em relação a isso, vamos aguardar. Lembrando que para imprimir logotipos da Coligada e Filial presentes na GIMAGEM, você precisará que sua BANDA DETALHE seja GCOLIGADA OU GFILIAL, senão, a imagem não é impressa! Está ai mais um motivo para estudar bem a estrutura do relatório antes de iniciá-lo. Por enquanto é isso! Espero ter contribuído com algo e bons trabalhos por ai!
  34. 1 point
    [RESOLVIDO] Consegui encontrar a solução: Acessar "Opções - Parâmetros - RM Nucleus - Gestão de compras - Cotação - Definição de Escopo Filial" selecione a filial em que a cotação esta sendo inserida e de um duplo clique na mesma. Acesse a etapa Fornecedores e informe um numeral para o numero máximo e número mínimo de fornecedores para a cotação.
  35. 1 point

    559 downloads

    Apostila bem completa sobre SQL Oracle. Muito bom para administração do banco de dados, e tarefas como selects, updates, inserts, procedures, trigers... Muito boa mesmo, com muitos exemplos e bem explicativa. É um arquivo em txt apenas, então estã bem pequeno, mas é bem completa. * Material em portugues. Tópico Original: http://www.forumrm.com.br/index.php?showtopic=1324 Membro que postou Originalmente o Arquivo: Jair Downloads já feitos antes de ser movida aqui para o Ger. de Downloads: 393

    Free

This leaderboard is set to Sao Paulo/GMT-03:00
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.