Jump to content

Filipeejc

VIP
  • Content Count

    31
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    5

Everything posted by Filipeejc

  1. Rafael, Nessa versão vc não consegue gerar a dirf. Tem que instalar o patch 216 ou superior.
  2. Vi no Facebook uma dica bem legal de como calcular. Segue: Oi galera do DP! Pensa em um assunto "babadeiro"! É o que eu trago hoje para vocês... Novo Cálculo do INSS (Tabela Progressiva)! Acredito que todos estão cientes, que a partir de MARÇO/2020 temos uma nova forma de calcular o INSS, já que agora ele será calculado progressivamente. O que é isso Pollyana? Vamos entender desde o início... A Emenda Constitucional 103/2019, trouxe alterações da Constituição Federal Brasileira de 1988, no processo que foi chamado de Reforma da Previdência. E em seu art. 28 § 1º fica instituído que as alíquotas previstas devidas pelo segurado empregado, inclusive o doméstico, e pelo trabalhador avulso serão aplicadas de forma progressiva. E o que é alíquota progressiva? É um princípio do direito tributário que estabelece que os impostos devem onerar mais (ser mais pesado, mais caro) para aquele que detiver maior riqueza tributária (que recebe mais). Ou seja, quem ganha mais, tem o imposto maior! E hoje (11/02/2020) foi publicado no DOU a PORTARIA Nº 3.659, DE 10 DE FEVEREIRO DE 2020 que no traz em seu anexo III a Tabela conforme realizaremos o cálculo, sendo: Até 1.045,00 - 7,5% de 1.045,01 até 2.089,60 - 9% de 2.089,61 até 3.134,40 - 12 % de 3.134,41 até 6.101,06 - 14% Teto máximo = R$ 713,08 Link portaria: http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-3.659-de-10-de-fevereiro-de-2020-242573505 E o que muda e deixou muita gente confusa com isso tudo, é a forma de calcular, já que tenho que realizar o cálculo por faixa utilizando a alíquota progressiva. E aí meu povo, virou loucura, loucura, loucura! Já imaginou como será explicarmos isso para os empregados, empregadores etc? E pensando nisso, quero trazer para você a "TOP DICA DP" que aprendi com super Jení Carla ( Jeni aqui meu beijo vai para vc!) para melhorar a nossa situação na qual teremos uma melhor forma de calcular e obtermos os nossos valores... E como é isso? Com PARCELA A DEDUZIR!✂ É isso mesmo que vc "ouviu"! Assim como fazemos no cálculo do IRRF, na TOP DICA DP teremos também uma parcela a deduzir onde conseguiremos chegar ao valor mais facilmente...Então sempre que forem calcular a parcela, use essa TOP DICA! Vem comigo? Papel e caneta na mão que a conta vai começar bebê! Faixa 1 - de 0 a 1.045,00 - 7,5% - Parcela a Deduzir - 0,000 Faixa 2 - de 1.045,01 até 2.089,60 - 9% - Parcela a Deduzir - 15,675 Faixa 3 - de 2.089,61 até 3.134,40 - 12% - Parcela a Deduzir - 78,363 Faixa 4 - de 3.134,41 até 6.101,06 - 14% - Parcela a Deduzir - 141,051 Colocando em prática... 1⃣ Exemplo - O salário da Jeni Oráculo, funcionária da empresa Expert é R$ 1.950,73. Qual será o valor do seu INSS? Primeiro encontramos a faixa: Faixa 2 = 9% Cálculo: R$ 1.950,73 x 9% = 175,5657 Agora pegamos o valor encontrado 175,5657 e deduzimos a parcela conforme alíquota: 175,5657 - 15,675 (Parcela a Deduzir Faixa 2) = 159,8907 Aqui está o grande detalhe! Vocês já devem terem percebido e devem estar se perguntando: "Mas porque as parcelas a deduzir estão com 3 casas decimais e porque não trunquei apenas para duas casas decimais quando fiz o cálculo da redução, certo? Porque esse é o detalhe! O resultado dessa operação acima, é que irei truncar na segunda casa decimal, logo teremos um valor a descontar de INSS da funcionária Jení Oráculo de: Resultado: 159,8907 que truncado teremos: 159,89 (INSS a Descontar) Então teríamos o seguinte contra cheque: Salário Base: 1.950,73 INSS: 159,89 Líquido a Receber: R$ 1.790,84 2⃣Exemplo: O salário do Guizito Sabemuito, funcionário da empresa Professor Responde é R$ 3050,00. Qual será o valor do seu INSS? Primeiro encontramos a faixa: Faixa 3 = 12% Cálculo: R$ 3.050,00 x 12% = 366,00 Agora pegamos o valor encontrado 366,00 e deduzimos a parcela conforme alíquota: 366,00 - 78,363 (Parcela a Deduzir Faixa 3) = 287,637 Truncando na segunda casa decimal, logo teremos um valor a descontar de INSS do funcionário Guizito Sabemuito de: 287,63 (INSS a Descontar) Então teríamos o seguinte contra cheque: Salário Base: 3.050,00 INSS: 287,63 Líquido a Receber: R$ 2.762,37 3⃣Exemplo: O salário da Emendinha Coisaloca, funcionária da empresa Constitucional Cento e Três é R$ 5.205,55. Qual será o valor do seu INSS? Primeiro encontramos a faixa: Faixa 4 = 14% Cálculo: R$ 5.205,55 x 14% = 728,777‬ Agora pegamos o valor encontrado 728,777‬ e deduzimos a parcela conforme alíquota: 728,777‬ - 141,051 (Parcela a Deduzir Faixa 4) = 587,726 Truncando na segunda casa decimal, logo teremos um valor a descontar de INSS da funcionária Emendinha Coisaloca de: 587,72 (INSS a Descontar) Então teríamos o seguinte contra cheque: Salário Base: 5.205,55 INSS: 587,72 Líquido a Receber: R$ 4.617,83‬ Para aqueles que recebem até R$ 1.045,00 você aplica a alíquota 7,5% direto e não tem parcela a deduzir, logo se o salário é: R$ 1.045,00 x 7,5% = 78,37 (Desconto de INSS) Para aqueles que recebem acima de R$ 6.101,06 você aplica o teto máximo, logo se o salário é: R$ 7.210,25 = Teto Máximo = R$713,08 (Desconto do INSS). Aí você deve estar se perguntando... De onde essa "doida" tirou essa parcela a deduzir, certo? Para você que quer ir além e quer entender de onde eu tirei isso, vem aqui... Eu te conto! Vamos lá desvendar o mistério! Observe a Tabela Progressiva: Faixa 1 - Até R$ 1.045,00 - 7,5% Faixa 2 - Entre R$ 1.045,00 e R$ 2.089,60 - 9%⤴ = 1,5 Faixa 3 - Entre R$ 2.089,61 e R$ 3.134,40 - 12%⤴ = 3 Faixa 4 - Entre R$ 3.134,41 e R$ 6.101,06 - 14%⤴ = 2 1⃣De onde eu tirei a primeira parcela a deduzir? 1045,00 x 1,5% = 15,675 De onde eu tirei esse 1,5%? Esse 1,5% é o resultado de 9% - 7,5% = 1,5%. Alíquota posterior menos a anterior. 2⃣De onde eu tirei a segunda parcela a deduzir? 2089,60 x 3% = 62,688 + 15,675 = 78,363 De onde eu tirei esse 3%? Esse 3% é o resultado de 12% - 9%. Como cheguei ao calculo da segunda parcela? 2089,60 x 3% = 62,688 + 15,675 (Primeira Parcela a Deduzir), já que é progressiva = 78,363 3⃣De onde eu tirei a terceira parcela a deduzir? 3134,40 x 2% = 62,688 + 62,688 + 15,675 = 141,051 De onde eu tirei esse 2%? Esse 2% é o resultado de 14% - 12%. Como cheguei ao calculo da terceira parcela? 3134,40 x 2% = 62,688 + 62,688 + 15,675 (Terceira parcela a deduzir + Segunda Parcela a Deduzir + Primeira Parcela a Deduzir), já que é progressiva = 141,051 ❇Os pró labores, autônomos, segue os 11% (se nada mudar até então). Ufaaaa!!!! Depois de tantos cálculos, me conta! Quero saber... Com a parcela a deduzir, descomplicou agora para você? Para mim agora ficou lindo! E com essa lindeza de parcela a deduzir, vou dar para vocês dois presentes, porque eu sou dessas!rsrsrs... 1 - : Querem uma tabela completa (IRRF, INSS, Salário Família) com as novas alíquotas para ir se acostumando com os valores? Acesse o link abaixo e baixe a sua! Link: https://bit.ly/2w3JqsI 2 - : Querem uma calculadora "massa" que já te dar o valor certinho do INSS conforme tabela progressiva? Meu brother "Buda Neto" desenvolveu essa maravilha para nós! Acesse o link abaixo e faça seu cálculo: Link: http://budaneto.com.br/euzabispo/ Um abraço! Pollyana Tibúrcio Prof.ª. Parceira EB Treinamentos
  3. Boa tarde Marcos, Se puder me enviar também eu agradeço. Meu e-mail é **** USO DE EMAILS PROIBIDO ** VIDE REGRAS DO FORUM *** Obrigado.
  4. Não há como delimitar uma área. Acredito que isso não seja permitido pela legislação vigente. Quando me apresentaram a ferramenta, disseram que mesmo com a geolocalização desabilitada o empregado conseguirá registrar o ponto, cabendo ao gestor acompanhar se os registros estão sendo realizados nos locais pré determinados e se for o caso aplicar alguma sanção administrativa no empregado que não estiver cumprindo seus deveres.
  5. Também estou com o mesmo problema. Os dados aparecem na pré-visualização, mas na hora que o relatório é gerado fica em branco. Acredito que eu esteja fazendo algo errado, já que é uma ferramenta nova e eu estou tentando criar o relatório sem o devido conhecimento técnico.
  6. Essa ferramenta está disponível para linha RM sem custo adicional?
  7. Estou usando a 12.1.26 tem uns 15 ou 20 dias. O único problema que tive foi com as eleições da CIPA que não consigo apurar de jeito nenhum. Estou aguardando a correção da TOTVS. De resto está tudo OK. Estou no Patch 12.1.26.113
  8. Boa tarde Pessoal, Preciso de uma ajuda numa consulta SQL. Quero contabilizar os dias perdidos com atestado médico num determinado período. Mas preciso que essa contagem leve em consideração apenas o dia em que o empregado deveria trabalhar, desconsiderando os dias de folga conforme cadastrado no Chronus. Uso a consulta abaixo para contar os dias, mas ela conta os dias corridos. SELECT PFUNC.CHAPA, PFUNC.NOME, PFUNC.CODSITUACAO AS SIT, Sum (Datediff (DAY, VATESTADO.DTINICIO, VATESTADO.DTFINAL + 1)) AS DIAS FROM VATESTADO WITH (NOLOCK) LEFT OUTER JOIN PPESSOA ON VATESTADO.CODPESSOA = PPESSOA.CODIGO LEFT OUTER JOIN PFUNC ON PPESSOA.NOME = PFUNC.NOME WHERE VATESTADO.DTINICIO >=:INICIO AND VATESTADO.DTFINAL <=:FIM AND ( PFUNC.CODSITUACAO <> ( 'D' ) OR PFUNC.TIPODEMISSAO NOT IN ( '5' ) ) AND PFUNC.CODTIPO NOT IN ( 'A', 'T' ) GROUP BY PFUNC.CHAPA, PFUNC.NOME, PFUNC.CODSITUACAO Alguém pode me ajudar? Agradeço desde já! Filipe Pimenta
  9. Boa tarde Thiago, Você já tentou usar a expressão assim: AddDays(Base.0003.DATAADMISSAO, 45) ?
  10. Gabriela, Você pode usar a fórmula descrita pelo Omar (ARREDVALOR). Ficaria assim: SE COLIGADACORRENTE = 3 E MESDT(DTA) = MES E ANODT(DTA) = ANO ENTAO 0 SENAO SE ND >= 1 OU TABFUNC('CODSITUACAO','S') = 'E' ENTAO SE ((RC + FOR('EV1050') + FOR('EV1051')) * ADIANT)/100 <= 70 ENTAO 0 SENAO ARREDVALOR(((RC + FOR('EV1050') + FOR('EV1051')) * ADIANT)/100,1) FIMSE SENAO 0 FIMSE FIMSE
  11. Boa tarde Gabriela, Pode explicar o melhor o que você deseja? São dois eventos, um de provento e outro de desconto da diferença? Os valores vão sempre arredondar para cima?
  12. Hudson, Tente assim e veja se lhe atende: SE (HOJE - TABFUNC ('DATAADMISSAO','D')) < 365 ENTAO TABFUNC ('DATAADMISSAO','D')+180 SENAO TABFUNC ('DATAADMISSAO','D') + ARRED ((NUMMESESADMIS)/12) * 365 FIMSE
  13. Boa tarde Prezados, Vejam se essa fórmula lhes atende: SE (HOJE-DTA) <= 365 ENTAO (DTA+180) SENAO (DTA+180+TCASA*365) SENAO FIMSE Atenciosamente, Filipe Pimenta
  14. Boa tarde, Não há nenhuma diferença para usar na planilha net. O que percebo é que na planilha net ficam resíduos de relatórios anteriores. O ideal é limpar os dados da planilha antes executá-la. Tem como compartilhar a procudere para eu verificar na minha base? Att, Filipe Pimenta
  15. Boa tarde Juliana, A única forma que vejo de fazer isso seria criar um novo grupo quiosque para os chefes. Nesse grupo quiosque você deixaria a flag marcada e cadastraria ele no perfil dos chefes. Os demais perfis ficariam no grupo atual com a flag desmarcada.
  16. Boa tarde Emanuel, Para a marcação de ponto via Meu RH é necessário Autorização via Convenção ou Acordo Coletivo de Trabalho. O link abaixo tem o passo a passo de como liberar o acesso. Para restringir basta desfazer esses passos. https://centraldeatendimento.totvs.com/hc/pt-br/articles/360020815391-RM-PTO-Meu-RH-Como-realizar-a-inserção-de-batidas-por-geolocalização
  17. Boa tarde Jailton, Esse relatório você emite pelo reports? Consegue emiti-lo via Portal?
  18. Em tese não deveria haver essa restrição. Se o valor é maior que 0 a expressão trás o valor da subtração multiplicado por 0.34. Se o valor é menor que 0, ou seja, negativo, a expressão deveria trazer 0. Você consegue alterar os valores desses campos? Caso consiga, sugiro alterar de modo que os valores fiquem positivos e você consiga testar.
  19. Henrique, Pelo que entendi os campos desse relatório são do tipo texto, e você está convertendo para decimal. Já verificou se todos os campos estão preenchidos com números? Gerei um relatório aqui com essa expressão e deu certo.
  20. Bom dia Henrique, Tente assim: If(Decimal(Relatório.Texto44)-Decimal(Relatório.Texto61)-Decimal(Relatório.Texto63)-Decimal(Relatório.Texto65)-Decimal(Relatório.Texto47)-Decimal(Relatório.Texto67)-Decimal(Relatório.Texto46)-Decimal(Relatório.Texto52)-Decimal(Relatório.Texto56)>Decimal(0),(Decimal(Relatório.Texto44)-Decimal(Relatório.Texto61)-Decimal(Relatório.Texto63)-Decimal(Relatório.Texto65)-Decimal(Relatório.Texto47)-Decimal(Relatório.Texto67)-Decimal(Relatório.Texto46)-Decimal(Relatório.Texto52)-Decimal(Relatório.Texto56))*Decimal(0.34),0) Haviam três pequenos erros na sua expressão, sendo: 1 - Os parênteses, de modo que se separe a subtração da multiplicação. 2 - Os campos da expressão são separados com vírgula e não ponto e vírgula. 3 - A multiplicação deve ser realizada por (0.34) e não (0,34). Atenciosamente, Filipe Pimenta
  21. Juliana, Provavelmente algum dos dias está gerando hora extra a 100%. A diferença é de 02:12. Portanto, verifique nos dias 06 e 15/05. Caso a dobra nesse dia seja devida, verifique se o parâmetro "Considera percentual para o movimento" está marcado, conforme imagem abaixo. Com esse parâmetro desmarcado, o sistema irá apresentar apenas o saldo das horas realizadas, desconsiderando o percentual de incidência. Atenciosamente, Filipe Pimenta
  22. Bom dia, Eu uso essa fórmula para cálculo de dias de aviso prévio: DECL DiasAteDem,DataProj,TCASA2; SE TABFUNC ('TIPODEMISSAO' ,'S')='V' ENTAO SETVAR(DiasAteDem,(MAX(30,MIN(90,((TCASA)*3)+30)))); SETVAR(DataProj,(DTD+DiasAteDem)); SETVAR(TCASA2,TCASA); MAX(30,MIN(90,((TCASA2)*3)+30))/2 SENAO SETVAR(DiasAteDem,(MAX(30,MIN(90,((TCASA)*3)+30)))); SETVAR(DataProj,(DTD+DiasAteDem)); SETVAR(TCASA2,TCASA); MAX(30,MIN(90,((TCASA2)*3)+30)) Esse fórmula deve ser cadastrada no sindicato. Após isso, sempre que for calcular uma rescisão, basta executar a fórmula de aviso prévio. Quanto à estabilidade, o sistema gera automaticamente para afastamento por acidente de trabalho e CIPA. Você pode consultar essa estabilidade em "Pendências demissionais" no cadastro do empregado. Além disso, ao tentar demitir um empregado com estabilidade o sistema emitirá aviso, informando que aquele empregado possui estabilidade. O sistema apenas alerta sobre a estabilidade, mas permite que você continue a rescisão. Espero ter ajudado. Filipe Pimenta
  23. Esses funcionários tiveram movimentação no ponto? Verifique na parametrização do sindicato a flag "Calcula funcionário sem movimentação" está marcada.
  24. Lucila, Tem esse link no tdn, talvez possa ajudar: http://tdn.totvs.com/pages/releaseview.action?pageId=239041143 Att, Filipe Pimenta
  25. Boa tarde Rafael, Esse ocorre quando o empregado foi admitido antes da abertura do CNPJ no qual ele está lotado. Por exemplo, o empregado foi admitido em 01/01/1990 e o CNPJ foi aberto em 01/01/2000. Nesse caso, você deve ir na aba registro e alterar o tipo de admissão para transferido. A data da transferência deve ser posterior a abertura do novo CNPJ. No campo motivo da transferência se raiz do CNPJ for a mesma você coloca "Estabelecimento da própria empresa (Filial). Se raiz for diferente você coloca "Empresa do mesmo grupo econômico" e salva. Escolhendo essa opção é habilitada a aba sucessão de vínculo. Você preenche os dados com CNPJ anterior, matrícula anterior do eSocial e data do início do vínculo. Com essas alterações eu consegui transmitir a S-2200. Entretanto, tive problema com o valor do salário. O sistema puxou o salário da admissão, e não o salário atual. Estou com um chamado aberto na TOTVS para verificar essa situação. Fique atento. Atenciosamente, Filipe Pimenta
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.