Jump to content
Jair - Fórmula

Novo Cronograma "extraoficial" Para Início Do Esocial

Recommended Posts

NOVO CRONOGRAMA "EXTRAOFICIAL" PARA INÍCIO DE VIGÊNCIA DO ESOCIAL

Segue abaixo novo cronograma "extraoficial" para início de vigência do eSocial, ainda pendente de aprovação.
Aguarda-se publicação do ATO NORMATIVO:

I – A transmissão dos eventos iniciais e tabelas deverá ocorrer:

a) até 30/04/2014 para produtor rural pessoa física e segurado especial;
b) até 30/06/2014 para as empresas tributadas pelo Lucro Real;
c) até 30/11/2014 para as empresas tributadas pelo Lucro Presumido, Entidades Imunes e Isentas e optantes pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte - Simples Nacional, Micro Empreendedor Individual (MEI), contribuinte individual equiparado à empresa e outros equiparados a empresa ou a empregador; e
d) até 31/01/2015 para os órgãos da administração direta da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, bem como suas autarquias e fundações.
II – A transmissão dos eventos não periódicos deverá ocorrer imediatamente após a inclusão dos eventos iniciais no eSocial, conforme cronograma definido no inciso I
III – A transmissão dos eventos mensais de folha de pagamento e de apuração de tributos e encargos trabalhistas deverá ocorrer:
a) a partir da competência maio de 2014 para os obrigados relacionados na alínea “a” do inciso I deste artigo;
b) a partir da competência julho de 2014 para os obrigados relacionados na alínea “b” do inciso I deste artigo;
c) a partir da competência novembro de 2014 para os obrigados relacionados na alínea “c” do inciso I deste artigo; e
d) a partir da competência janeiro de 2015 para os obrigados relacionados na alínea “d” do inciso I deste artigo.
Parágrafo único. A transmissão das informações por meio do eSocial substituirá a prestação das informações por meio da Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social – GFIP, a partir das seguintes competências:
I – a partir de maio de 2014, para os obrigados relacionados na alínea “a” do inciso I deste artigo; e
II – a partir de novembro de 2014, para os obrigados relacionados na alínea “b” do inciso I deste artigo; e
III - a partir de janeiro de 2015, para os obrigados relacionados na alínea “c” e “d” do inciso I deste artigo.

OBS.: AGUARDA-SE PUBLICAÇÃO OFICIAL DO ATO NORMATIVO.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde!

Hoje levei um susto ao verificar como será realizada a verificação de "Qualificação Cadastral" do empregado.

De dez (10) empregados inseridos na relação para verificação (pis / cpf / nome / data de nascimento), seis (06) deles consta divergência cadastral junto a Caixa.

Creio que demandara muito tempo para solicitar ao empregado que regularize sua situação junto a Caixa, mesmo após ser liberada a opção das empresas enviarem relação de arquivo texto para facilitar esta analise.

Boa sorte para nós.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jair bom dia

cara preciso de um help seu, instalamos na empresa a versao 11.82.30 e mudou muita coisa, nao estamos conseguindo editar relatorios, criar relatorios, fazer lançamentos no RM CHRONUS, tirar relatorio de faltas e de mais atividades.

isso esta ocrrendo com voces tambem ?

Cara estamos perdidos, faz 4 dias que nao fazemos nada no ponto eletronico.

Obrigado!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Armando, vcs estavam com qual versão antes?

Isso é um problema pra todos que estão migrando diretamente de versões como 10.40, 10.20 até 10.50 por enquanto, pois, muito está mudado nesta versão, e principalmente não está mais com o aplicativo antigo (telas antigas), apenas a nova interface. Isso é um problemão, pois, rotinas mudaram, procedimentos, algumas coisas por sinal não estão totalmente funcionais, principalmente na parte de relatórios. Não fez uma conversão e bateria de testes antes? Você precisará com certeza de treinamentos, e muitos testes e ajustes em tudo pra conseguir trabalhar nesta versão.

Bem, tem muitos posts a respeito, sobre algumas mudanças, por aqui no Fórum. Veja se consegue ajuda, senão, posta ai que tentamos ajudar :)

Agora, já adianto, é bem capaz que precise de assessoria neste período inicial, já que entrou direto sem testes ( acho que fez isso ) e está com alguns problemas. Qualquer coisa, grita ae.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agora esta informação não é mais "extraoficial", já é oficial. Foi publicado no Diário Oficial.

Fonte Oficial:

http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=12&data=07/01/2014

Opa, muito boa a informação Markitu... Agora é oficial :)

Parte Específica sobre o e-Social da publicação:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE FUNDO DE GARANTIA VICE-PRESIDÊNCIA DE FUNDOS DE GOVERNO E LOTERIAS
CIRCULAR Nº 642, DE 6 DE JANEIRO DE 2014
Aprova e divulga o leiaute do Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas - eSocial.
A Caixa Econômica Federal - CAIXA, na qualidade de Agente Operador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 7º, inciso II, da Lei 8.036/90, de 11/05/1990, e de acordo com o Regulamento Consolidado do FGTS, aprovado pelo Decreto nº 99.684/90, de 08/11/1990, alterado pelo Decreto nº 1.522/95, de13/06/1995, em consonância com a Lei nº 9.012/95, de 11/03/1995,baixa a presente Circular.
1 Referente aos eventos aplicáveis ao FGTS, declara aprovado o leiaute dos arquivos que compõem o Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial), cabendo ao empregador observar as disposições nele contidas.
1.1 O leiaute aprovado, sob qualquer forma, consta no Manual de Orientação do eSocial - versão 1.1, que está disponível na Internet, no endereço eletrônico www.esocial.gov.br e www.caixa.gov.br, opção "download".
1.2 O referido Manual define as regras de preenchimento, as regras de validação e as demais orientações necessárias para que as empresas possam ter acesso às informações relevantes à sua preparação para a nova forma de prestação de informações ao FGTS.
2 Os arquivos contendo os eventos decorrentes das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas, deverão ser transmitidos em meio eletrônico pelo empregador, por outros obrigados a eles equiparados ou por seu representante legal, observados os seguintes prazos:
2.1 A transmissão dos eventos iniciais e tabelas deverá ocorrer:
a) até 30/04/2014 para produtor rural pessoa física e segurado especial;
b) até 30/06/2014 para as empresas tributadas pelo Lucro Real;
c) até 30/11/2014 para as empresas tributadas pelo Lucro Presumido, Entidades Imunes e Isentas e optantes pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos
pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte - Simples Nacional, Micro Empreendedor Individual (MEI), contribuinte individual equiparado à empresa e outros equiparados a empresa ou a
empregador; e
d) até 31/01/2015 para os órgãos da administração direta da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, bem como suas autarquias e fundações.
2.2 A transmissão dos eventos não periódicos passa a ocorrer, a partir da inclusão dos eventos iniciais no eSocial, quando do seu fato gerador.
2.3 A transmissão dos eventos mensais de folha de pagamento e encargos trabalhistas deverá ocorrer:
a) a partir da competência maio de 2014 para os relacionados na alínea "a" do subitem 2.1;
b) a partir da competência julho de 2014 para os obrigados relacionados na alínea "b" do subitem 2.1;
c) a partir da competência novembro de 2014 para os obrigados relacionados na alínea "c" do subitem 2.1; e
d) a partir da competência janeiro de 2015 para os obrigados relacionados na alínea "d" do subitem 2.1.
3 A transmissão das informações por meio deste novo leiaute substituirá a prestação das informações ao FGTS por meio do Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social - SEFIP, a partir das seguintes competências:
I - a partir de maio de 2014, para os obrigados relacionados na alínea "a" do subitem 2.1;
II - a partir novembro de 2014, para os obrigados relacionados na alínea "b" do subitem 2.1; e
III - a partir de janeiro de 2015, para os obrigados relacionados na alínea "c" e "d" do subitem 2.1.
4 As informações referentes ao FGTS transmitidas pelos eventos decorrentes das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas, serão utilizadas pela CAIXA para consolidar os dados cadastrais e financeiros da empresa e dos trabalhadores, no uso de suas atribuições legais.
4.1 As informações por meio deste novo leiaute deverão ser transmitidas até o dia 7 (sete) do mês seguinte ao que se referem.
4.2 Antecipa-se o vencimento para o dia útil imediatamente anterior quando não houver expediente bancário no dia 7 (sete).
5 Esta Circular CAIXA entra em vigor na data de sua publicação.
DEUSDINA DOS REIS PEREIRA
Vi c e - P r e s i d e n t e Em exercício
RETIFICAÇÃO
Nas alíneas "c" do item 3 e "c" do item 7 da Circular CAIXA no 637, de 23.12.13, publicada na Seção 1, página 184, do Diário Oficial da União, de 27.12.13,
onde se lê:
"c) R$ 2.000.000.000,00 (dois bilhões reais) para aplicação em financiamentos em financiamentos que não possuam enquadramento nos
programas especificados nos incisos anteriores;"
leia-se:
"c) R$ 2.000.000.000,00 (dois bilhões de reais) para aplicação em financiamentos que não possuam enquadramento nos
programas especificados nos incisos anteriores;"
"c) R$ 3.613.278.000,00 (dois bilhões e seiscentos e treze milhões, duzentos e setenta e oito mil reais) em aquisição de cotas de Fundos de
Investimento Imobiliário - FII, de cotas de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios - FIDC, de Debêntures e de Certificados de Recebíveis Imobiliários - CRI, que possuam lastro em operações do setor de transporte para renovação de frota de veículos do sistema de transporte coletivo de passageiros urbano e de característica urbana sobre pneus e para investimentos em infraestrutura de transporte coletivo urbano e de característica urbana, nas condições previstas na Circular CAIXA nº. 604 de 01 de novembro de 2012." leia-se:
"c) R$ 3.613.278.000,00 (três bilhões, seiscentos e treze milhões, duzentos e setenta e oito mil reais) em aquisição de cotas de Fundos de
Investimento Imobiliário - FII, de cotas de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios - FIDC, de Debêntures e de Certificados de Recebíveis Imobiliários - CRI, que possuam lastro em operações do setor de transporte para renovação de frota de veículos do sistema de transporte coletivo de passageiros urbano e de característica urbana sobre pneus e para investimentos em infraestrutura de transporte coletivo urbano e de característica urbana, nas condições previstas na Circular CAIXA nº. 604 de 01 de novembro de 2012."

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By stelabueno
      Estou tentando cadastrar os riscos para o e-social e está retornando o erro:
      ORA-02291: restrição de integridade (RM.FKVPPRARISCOS_VAGENTES) violada - chave mãe não localizada INSERT INTO "RM"."VPPRARISCOS" ("CODCOLIGADA", "CODITEMRISCO", "NOMEITEMRISCO", "TIPOMEDICAO", "CODUND", "INATIVA", "CODAGENTE", "CODTIPOAGENTE", "OBSERVACAO", "PARECERCIPA", "LEGISLACAO", RECCREATEDBY, RECCREATEDON, RECMODIFIEDBY, RECMODIFIEDON) VALUES (1, '1', 'RISCO FISICO', 1, null, 0, '1', '1', null, null, , 'mestre', SYSDATE, 'mestre', SYSDATE)
      Verifiquei no banco de dados e a constraint é com a tabela VAGENTES e a mesma está vazia, porém a tabela VAGENTE está cadastrada corretamente.
      Alguém já passou por esse erro? Estou na versão 12.1.22
    • By Jair - Fórmula
      Envio do S-1299 e demais eventos que possuem prazo até o dia 07 passam para o dia 15 do mês seguinte ao da competência, durante o período de implantação do eSocial
      O Comitê Gestor do eSocial definiu que, durante o período de implantação do eSocial, o prazo de envio dos eventos que vencem no dia 07 do mês seguinte ao da competência informada, incluindo o fechamento de folha (S-1299), passará para o dia 15 de cada mês. A alteração já vale para os eventos relativos à competência maio/2019, que vencem em junho.
      A dilatação do prazo atende a solicitação feita pelas empresas, já que, no período de transição, não haverá impacto no vencimento dos recolhimentos devidos.  Além do fechamento da folha, os demais eventos periódicos, não periódicos e de tabela que seguem a regra geral de prazo também poderão ser informados até o dia 15.
      Embora o prazo de envio de eventos para o eSocial tenha sido ampliado, os prazos legais de recolhimento dos tributos e FGTS não foram alterados. As empresas deverão observá-los mesmo durante o período de transição.
      Mas atenção, os prazos diferenciados definidos no MOS - Manual de Orientação do eSocial permanecem válidos. Por exemplo, o evento de admissão (S-2200 ou S-2190) deverá ser informado até o dia anterior ao do início da prestação dos serviços; deverão ser observados os prazos dos eventos de afastamentos por doença (S-2230); e o prazo para o envio do desligamento permanece até o décimo dia após a data da rescisão.
      Ressalte-se que os prazos para os empregadores domésticos não mudam, já que a guia de recolhimento (DAE) é emitida com vencimento de acordo com os prazos de recolhimento do FGTS, Contribuição Social e retenção do Imposto de Renda.
       
      Fonte: Portal eSocial
    • By Jair - Fórmula
      Nova área criada na parte de Downloads de Arquivos para compartilhamento de Scripts Internos da TOTVS (.TOTVSSCRIPT) para atualizações e correções dos sistemas em relação aos aplicativos, criação de campos novos, índices, entre outros...
      https://www.forumrm.com.br/files/category/52-scripts-internos-totvs  
    • By Jair - Fórmula
      Criação do campo "Evento de Diferença Salarial Negativa" no cadastro de eventos para tratar valores negativos na diferença salarial ao gerar o evento S-1200 (tag infoPerAnt)
    • By Jair - Fórmula
      Criação da campo para pagamento de sucessão de vínculo do cadastro de Dissídio/Acordo Coletivo.
       
    • By Jair - Fórmula
      Script para criação da tabela PFPRECISARECALCULOMV
      ESOCIALFOP01-8798.SQL.ZIP
      ESOCIALFOP01-8798.ORA.ZIP
    • By Jair - Fórmula
      Data: 18/01/2019
      Descrição: Favor substituir este artefato, pois o anterior já está com o prazo de validade vencido.
    • By Jair - Fórmula
      Criação do parâmetro para adequação da linha 39 do evento S-2240. VI.2019.02_01.ZIP
    • By Jair - Fórmula
      Receita Federal atualiza regras da DCTFWeb
      Alterada regras relativas ao cronograma da Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb), que substitui a Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social (GFIP).
      Foi publicada, no Diário Oficial da União de hoje, a Instrução Normativa RFB nº 1.853, de 2018, que atualiza a obrigatoriedade de entrega da Declaração de Débitos e Créditos Federais – Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb). A nova norma altera a IN RFB nº 1.787, de 2018. 
      Com isso a declaração deverá ser entregue em relação aos tributos cujos fatos geradores ocorrerem: 
      a) a partir do mês de abril de 2019, para as entidades empresariais com faturamento no ano-calendário de 2016 abaixo de R$ 78 milhões, exceto as optantes pelo Simples Nacional em 1º de julho de 2018 e as optantes pela utilização do eSocial na forma especificada no § 3º do art. 2º da Resolução do Comitê Diretivo do eSocial nº 2, de 30 de agosto de 2016; e 
      b) a partir do mês de outubro de 2019, para os sujeitos passivos não enquadrados nos demais grupos.
      O prazo de entrega da DCTFWeb pelos órgãos públicos das administrações federal, distrital, estaduais e municipais, bem como suas autarquias e fundações, e pelas organizações internacionais e outras instituições extraterritoriais será estabelecido futuramente pela Receita Federal.
       
      Fonte: http://idg.receita.fazenda.gov.br/noticias/ascom/2018/dezembro/receita-federal-atualiza-regras-da-dctfweb
    • By rteles
      Bom Dia,
       
      Pessoal gostaria da ajuda de vocês. Quem pode compartilhar como é realizado o controle de afastamentos desde o Atestado que não compõe os dias para afastamentos do INSS até a criação do Histórico de Afastamento do funcionário.
      No Tipo do atestado vinculamos o motivo para que no lançamento o sistema integre ao Labore a informação do histórico, porém o sistema não calcula os atestados que de fato afastou o funcionário e muda a situação de "A" para "P". Nosso RH faz o controle manual no histórico de afastamento e situação para não comprometer nos pagamentos do funcionário.
      Com o inicio do evento S-2230 não estamos entendendo como o sistema fará esse controle de forma automática para que possamos enviar o evento da maneira correta.
      Obrigado e agradeço as sugestões!
       
      Abraços.
  • Recent

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.