Jump to content

Emerson Marcondes

VIP 10
  • Content Count

    38
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Emerson Marcondes last won the day on May 8 2014

Emerson Marcondes had the most liked content!

Community Reputation

3 Neutro

1 Follower

About Emerson Marcondes

  • Rank
    Membro Ativo no Fórum
  • Birthday 06/04/1972

Profile Information

  • Sexo
    Masculino

Recent Profile Visitors

972 profile views
  1. Ninguém sugeriu solução, mas acabei encontrando no próprio blog da Totvs com o título: Dicas - Novo Termo de Rescisão – Campos 65, 66 e 71 Link: http://totvsconnect....-campos-65.html
  2. Colegas, tenho a seguinte situação de um funcionário demitido referente a apresentação de férias proporcionais no novo trct, campos 65(férias proporcionais) e 71(férias aviso prévio indenizado). Parâmetros da rescisão: Admitido - 18/04/2005 Demissão - 06/08/2012 Tipo - Inic.Empregador s/justa causa Tem aviso prévio indenizado Histórico de férias: Período aquisivo em aberto 18/04/2011 a 17/04/2012 Verbas rescisórias(envelope labore): 0024 - ferias indenizadas, 30 dias, R$ 1.592,84 0025 - férias proporcionais, 5 avos, R$ 663,68 (a análise/dúvida está aqui) 0048 - 13o salario rescisao, 7 avos, R$ 929,16 0062 - aviso previo indenizado, 51 dias, R$ 2.707,83 0063 - 1/3 de ferias rescisao, R$ 752,17 0071 - 13o salario indenizado, 2 avos, R$ 265,47 0084 - saldo de salario, 6 dias, R$ 318,57 Análise/Dúvida: Segundo o dep. pessoal, os 5 avos de férias proporcionais(evento 0025) é consequência de 4 avos proporcionais de férias e mais 1 avo referente ao aviso-prévio indenizado(evento 0062) por entrar na nova regra do mesmo em virtude dos 51 dias. Continuando... Como associei o evento 0025(férias proporcionais) à rubrica do campo 65, o valor e avos acabam sendo exibidos somente no campo 65 do novo trct. Como faria para exibir os 4 avos/valor no campo 65 e 1 avo/valor no campo 71 do novo trct? Alguém já passou por situação igual? Detalhes técnicos: Versão 11.20.45(25) atualizada para emissão trct portaria 1621/2010; Já usamos a emissão do novo trct com suas respectivas rubricas associadas aos eventos do labore.
  3. Para conhecimento de todos, principalmente a turma do Labore. Site globo.com Dilma sanciona sem veto lei que prevê aviso prévio de até 90 dias Presidente não alterou projeto de lei aprovado na Câmara em setembro. Depois de um ano, cada ano adicional de trabalho acrescenta 3 dias. Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta terça-feira (11) a lei que estabelece aviso prévio de até 90 dias em caso de demissão. Com a mudança, o aviso prévio será proporcional. O trabalhador com um ano de emprego mantém os 30 dias, mas para cada ano adicional de serviço, o aviso prévio aumenta em três dias, até o limite de 90, no total. Atualmente, quando o trabalhador deixa o emprego voluntariamente, ele tem que continuar trabalhando por 30 dias; mas, caso não queira, deve ressarcir a empresa pelo mesmo período. Já quando o empregado é dispensado, a empresa deve mantê-lo no trabalho por 30 dias ou o libera, pagando pelo período não trabalhado. Essas regras permanecem, mas agora por até 60 dias extras. A proposta, aprovada no último dia 21 de setembro pela Câmara, tramitava no Congresso desde 1989. As novas regras de aviso prévio passarão a valer a partir da publicação no Diário Oficial da União, o que está previsto para ocorrer na próxima quinta-feira (13). De acordo com a Casa Civil, o novo prazo de aviso prévio vale para demissões que ocorrerem a partir da publicação da lei no DO. Não retroage para quem pediu demissão ou foi demitido antes da vigência da nova regra, nem mesmo para quem estiver cumprindo aviso prévio quando a norma for publicada. No entanto, nada impede que os trabalhadores entrem na Justiça pedindo a aplicação da regra no caso concreto.
  4. Sebastião, Esse comportamento ocorre quando o dependente maior idade não está com o CPF informado no cadastro, aí o sistema concentra todos os valores para o titular(funcionário). Verifique se os dependentes maiores de idade estão com os CPFs cadastrados.
  5. Wellington, não esqueça de finalizar o tópico como resolvido.
  6. Vaney, esse é um erro muito comum quando se restaura uma base, instala-se os aplicativos pela primeira vez numa estação, etc... O erro pode ter vários motivos como nome da base errada no bde, nome do servidor errado no bde, senha errada do sysdba, permissões de usuário na rede...(podem ser todos esses erros juntos ou apenas um). Enfim geram várias soluções como essa que você tentou fazer ou a que o Bruno está sugerindo. Pesquise a solução em posts anteriores aqui no Fórum, várias pessoas já passaram pelo mesmo erro mas com soluções diferentes. Com certeza vai encontrar a resposta.
  7. Wellington, Crie campo texto após cada Campo da Base ou SQL com o conteúdo #$D#$A, isso fará a quebra de linha. Depois vá nas propriedades da LD ou TD, etc.. e ordene os campos e textos. Exemplo: Chapa do Funcionário #$D#$A Nome #$D#$A Data de Admissão #$D#$A Print em anexo.
  8. Lucas, só pra deixar claro. Você tem um arquivo txt com uma estrutura de centro de custo e quer importar para Labore, é isso ?
  9. Ronnie, tenho algo parecido aqui. Tente esse sql: select x.codccusto, x.nome, sum(x.em_andamento) em_andamento, sum(x.terminado) terminado, sum(x.nao_iniciado) nao_iniciado from ( select m.codccusto, g.nome, count(status) em_andamento, 0 terminado, 0 nao_iniciado from tmov m, gccusto g where m.codcoligada = g.codcoligada and m.codccusto = g.codccusto and m.status = 'E' and m.codtmv = '1.1.03' group by m.codccusto, g.nome union all select m.codccusto, g.nome, 0 em_andamento, count(status) terminado, 0 nao_iniciado from tmov m, gccusto g where m.codcoligada = g.codcoligada and m.codccusto = g.codccusto and m.status = 'Z' and m.codtmv = '1.1.03' group by m.codccusto, g.nome union all select m.codccusto, g.nome, 0 em_andamento, 0 terminado, count(status) nao_iniciado from tmov m, gccusto g where m.codcoligada = g.codcoligada and m.codccusto = g.codccusto and m.status = 'Y' and m.codtmv = '1.1.03' group by m.codccusto, g.nome) x group by x.codccusto, x.nome
  10. Silvia, entre em contato aqui mesmo com a Equipe do FórumRM(Administradores), se não me engano eles são da mesma equipe da Fórmula Desenvolvimento, empresa especializada em soluções e treinamentos RM para usuários.
  11. Caetano, O uso de folha de pagamento para autônomos no Labore pode ser tornar algo fácil ou complexo dependendo das características destes prestadores de serviços. Por exemplo se a folha de autônomos que você quer gerar se destinada somente para prestadores de serviços simples, tipo alguém que ministrou um treinamento, alguém que prestou uma consultoria, algum pedreiro ou pintor que executou uma reforma, etc... se torna algo mais fácil de implantar. Mas se você vai usar a folha de autônomos na modalidade de Tomador de Serviços, aí se torna um pouco mais trabalhoso. É difícil encontrar um roteiro para colocar esse tipo de remuneração no Labore em prática, pois isso depende de cada tipo de empresa. Sugiro que você tente obter o máximo de informações possíveis dessa folha, veja de que forma ela é feita manualmente e numa base teste, tente implantá-la. Cadastrando um autônomo, definindo eventos específicos e suas incidências, talvez criando um período específico p/essa folha, etc... Tenha sempre em mente que a folha resultará na geração do SEFIP(veja ocorrência/categoria, na aba Registro FGTS/SEFIP/INSS) e Informe de Rendimentos, portanto é necessário ter um cadastro perfeito, por exemplo número do PIS, CPF, etc. Espero ter ajuda e não complicado rs rs rs !
  12. Ricardo. Isso, estava me relacionando sobre a contabilização que envolve além do tratamento no Cadastro de Evento Contábil que você citou, também as definições no Cadastro de Classificação Contábil e seus defaults. No seu caso não visualizo outra solução para a questão, a não ser que você defina o tipo de produto na solicitação de compra. Exemplo: Você criaria um movimento de "Solicitação de Compra Uso Consumo" em que o usuário demandante da compra possa informar somente materiais de "Uso e Consumo", consequentemente esta "Solicitação de Compra" vai evoluir para a cotação definida somente com aquele(s) produto(s) e esta evoluir para Ordem de Compra/Ordem de Fornecimento. Isso faria com que o fornecedor emitisse a NF somente com produtos conforme a classificação determinada por você e desse entrada no Nucleus por um movimento específico de NF(1.2.08 - Nota Fiscal de Compra de Uso e Consumo). O mesmo procedimento você faria para outra situações, ou seja, uma Solicitação de Compra específica para resultar numa NF somente com produtos classificados por você e dar entrada num movimento relacionado com aqueles itens. Mas! Você teria que contar com a vontade do fornecedor em emitir NFs separadas, já que receberia ordens de compras/fornecimento separadas. Será que o seu fornecedor emitiria uma NF para uma unidade de disco de serra e outra NF para um litro de óleo de freio ? Vamos trocando ideias !
  13. Ricardo, O movimento 1.2.08 - Nota Fiscal de Compra de Uso e Consumo também gera estoque ? Você usa ou vai usar a integração do estoque com Saldus ?
  14. A melhor pessoa para responder é o(a) contador(a), pois é ele quem vai indicar qual o comportamento contábil de determinadas notas fiscais, como os colegas já responderam depende de cada empresa, tipo de negócio, etc... Dificilmente movimentos usados em uma empresa servirão para outras, justamente por causa do tipo de negócio.
  15. Isso parece ser uma dll danificada ou até mesmo a falta dela. Tente reinstalar o BDE.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.